Cidadania, ética e valores morais



Cidadania, ética e valores morais
Espiritualidade.

Temos uma missão, um objetivo, que se inicia pelo seu interesse, pela sua atenção.

O convido para inscrever-se no Boletim informativo, permitindo o envio para o seu e-mail.

Na Blogosfera do Bem, ou no CIBERESPAÇO de Luz estaremos unidos para a construção

do novo paradigma Civilizacional para este terceiro milênio, na SOMA, AMOR+Luz.

Beijos de Luz no seu Coração e na Alma.

Paz Profunda.

Levy


quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Em Viagem


Estávamos num grande navio chamado ironicamente de Terra,  pois a nossa localização era no meio do oceano e tudo que se via era água, muita água.

Terra (nossa nau) viajava com excesso de passageiros, e sendo a viagem muito longa, a provisão de viveres escasseava a cada dia, todos os processos de maturação e envelhecimento ocorriam ao passar dos dias, e haviam até perdas por necrose ou putrefação dos organismos (alimentos e todas as formas de vida ).

A própria nau Terra não estava em bom estado de uso e conservação, já em processo natural de envelhecimento, cansada de tantas idas e vindas realizadas.

A tripulação era insuficiente para atender as demandas da excessiva carga de passageiros, tendo inclusive ocorrido algumas baixas no quadro  efetivo, muitas  em função do excesso de trabalho, sendo algumas baixas temporárias e outras permanentes motivadas por óbito ou falência total da capacidade laborativa.

Diante deste quadro, é compreensível  que o Comandante da nau Terra se comportasse de maneira desmotivada, transmitindo a toda a tripulação o seu estado de animo, todos completamente descomprometidos com a sua função dentro da nau Terra, e o seu objetivo.

Inesperadamente surgiu um pequeno furo no casco da nau Terra, que embora pequeno, considerando o tempo que seria necessário para chegar em terra firme, este pequeno furo permitiria o acumulo de água suficiente para colocar em risco a vida de todos.

Considerando também que o grande peso que nossa embarcação carregava fazia grande pressão para baixo, o que promovia a velocidade do fluxo de água que penetrava sob forte pressão, e que naturalmente ia alargando o furo rapidamente num processo crescente, sem descartar a possibilidade de ocorrerem novos estragos no velho casco da nau Terra.

Aqui chegamos, nós passageiros desta maravilhosa viagem, nesta embarcação que se assemelha ao famoso Titanic, com a diferença de que esta nau já estava desgastada enquanto o Titanic fazia a sua primeira e única viagem.

Pagamos passagem, queríamos conforto e segurança, e percebemos a gravidade da situação, a premência do desastre.

Se você estivesse nesta viagem como passageiro?
  • Você faria alguma coisa?
  • O que você faria?
Por favor responda esta enquete na barra lateral direita



Este texto é para provocar REFLEXÃO, cada um vai reagir de uma maneira, portanto vamos interagir, vamos exercitar a nossa capacidade de decidir sob pressão. Poste a sua resposta, o seu comentário, e através da SOMA, nos encontraremos aqui amanhã, para ler a conclusão da história em que somos ATORES (somos parte da história).
  
Nota: qualquer semelhança com a realidade será mera COINCIDÊNCIA.
autoria:

Levy compartilha

Tem minha autorização de compartilhar (publicar) citando a fonte (autoria)
Tags: comportamento, exercício de cidadania.