Reativando o blog


Prezados leitores (as)

Estamos reativando o antigo blog, inativo a muitos anos.

Com este objetivo, toda contribuição para melhor atender nosso público, (conforme objetivos abaixo) será muito bem vinda.

Esperamos num curto espaço de tempo, atualizarmos as postagens e todo o conteúdo do blog.

Contando com a melhor interação possível, saudamos a todos, colocando nosso espaço para realização da nossa proposta.

Paz e Bem.



Cidadania e Ética

Princípios e Valores Morais

Espiritualidade.

Temos uma missão, um objetivo, que se inicia pelo seu interesse, pela sua atenção.

O convido para inscrever-se no Boletim informativo, permitindo o envio para o seu e-mail.

Na Blogosfera do Bem, ou no CIBERESPAÇO de Luz estaremos unidos para a construção

do novo paradigma Civilizacional para este terceiro milênio, na SOMA, AMOR+Luz.

Beijos de Luz no seu Coração e na Alma.

Paz Profunda.

Levy


quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A arte de governar


Considera-se algo sabido, segundo a definição corrente, que política é a arte de governar. Mas, se a política fosse isto, já se teria conseguido realizar, verdadeiramente, a consumação máxima do sentido do termo. 
Por infelicidade, existe a esse respeito uma distância que se mantém em muitos povos da terra sem nenhuma variação apreciável.

No processo histórico das sociedades humanas, desde os tempos imemoriais até o presente, percebem-se idênticas inquietudes e idêntico afã de alcançar as posições diretivas, enquanto as organizações sofrem os vaivéns das lutas partidárias. Uma vez composta, cada agremiação política proclama aos gritos, ante as doutrinas adversárias, a qualidade insuperável de seus postulados, e cada uma, por sua parte, trata de pressionar por todos os meios a seu alcance a decisão majoritária que haverá de lhe dar o triunfo.
Mais claramente, a política poderia ser definida como a arte de chegar ao governo, pois a capacidade para desenvolver o processo do programa próprio até alcançar o fim proposto no campo da política não implica, de modo algum, a capacidade para guiar o processo dos demais.
A arte de governar, o homem começa a aprendê-la no dia em que ascende ao poder, sempre que as tarefas, problemas e conflitos que deve atender e enfrentar lhe permitam exercer livremente, sem pressões estranhas à sua função, essa difícil arte.
A política suscita dissensões e temores, os quais raramente abandonam o governante, por mais bem intencionado que seja, porquanto as críticas ou as ideias contrárias às suas gestões de governo pareceriam impedir que se apague o fogo das paixões que mobilizaram e pressionaram as lides partidárias em plena efervescência eleitoral.
E é estranho, quase diríamos inverossímil, que um cidadão chegue à mais alta função pública sem se haver apoiado em forças populares nem contraído compromissos de todo tipo, e o conjunto dessas forças e compromissos depois reclama para si o poder de indicar rotas e decisões. Não se viu muitas vezes como os partidos políticos absorvem a vontade do chefe de Estado, impondo-lhe suas decisões e mandados? E não é por acaso o temor de ser abandonado pelos que o levaram ao poder o que faz com que ele ceda às suas exigências ou às daqueles que lhe prestaram seu concurso ou lhe serviram nos momentos febris da luta?
A nave do Estado deve sulcar águas agitadas por tormentosas correntes, cada vez que um novo capitão empunha o timão, e é de muito séria gravidade para um barco que se acha às voltas com temporais, em alto-mar, que comecem também a se agitar seus tripulantes, seja por falta de víveres, seja por questões que nunca faltam e que eclodem, geralmente, quando as situações se tornam indefinidas.
Ceder constantemente às exigências das forças populares que prestam seu apoio não implica dirigi-las, orientá-las ou encaminhá-las para finalidades superiores de governo.
Trechos extraídos de artigo da Coletânea da Revista Logosofia, tomo 2, p. 246

Por Carlos Bernardo González Pecotche (Raumsol)
 Levy Compartilha

domingo, 26 de setembro de 2010

Shalom



Shalom amigo.

Por onde você anda?

O que você tem feito?

O que você tem visto?

O Bem existe em toda parte, as boas e nobres ações acontecem diuturnamente.

Porque damos ênfase aos acontecimentos negativos?

Porque as tragédias Humanas causam tanto espetáculo?

Os filmes que você assiste?
Que tipo de emoções despertam em sua mente e Espírito?

As suas diversões, as suas leituras, os assuntos das conversas que te interessam?

E as suas companhias? e as companhias invisíveis que vem por afinidade?

Quais habitam os seus sonhos?

Não os lembra não é?

Depois todos nos queixamos: 
do mundo, da violência, da prevalência do Mal, da Corrupção.

Vamos continuar Assistindo? tem prazer nisso? 
Cuidado estão nos Manipulando.

Desejamos manter este espaço de diálogo, a fim de que possamos analisar as nossas atitudes e propor Comportamentos que poderemos adotar, como contribuição por uma Sociedade mais Humana, livre de dogmas, de preconceitos, de sectarismos, de rótulos quaisquer que sejam.

È possível, venha conosco, visite-nos, se gostar....recomende e traga outros.

Paz Profunda meu irmão.


Levy Compartilha


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

VOTO EM BRANCO NÃO É VOTO NULO


URGENTE - CIDADANIA - URGENTE
Se não agora, então quando? 
Se não nós, então quem? 
Voto em branco conta. Escolha seus candidatos, 
e caso NENHUM mereça a sua aprovação 
(espero que não seja este o caso)
vote EM BRANCO, jamais anule o seu voto.
Não vote em QUALQUER UM.
Consciência pela Cidadania, IN - Formação.

Não Violência

A não-violência é uma arma dos fortes.
Mahatma Gandhi 

Declarações sob juramento de não-violência:

Que a paz deve começar dentro de nós mesmos.
Ao adotá-lo, estamos empenhados - o melhor que podemos 
 em sermos não-violentos e pacíficos. 

Mandamentos da Não-Violência :

Respeito por si e pelos outros 
Para respeitar a mim mesmo, para afirmar os outros e para evitar:
Críticas irrelevantes,palavras de ódio, agressões físicas
Comportamento auto-destrutivo. 

Para se comunicar melhor 
Para compartilhar meus sentimentos com honestidade,
Para encontrar formas seguras de expressar a minha raiva,
Trabalhar para resolver os problemas pacificamente. 

Para ouvir 
Para ouvir com atenção um ao outro,
Especialmente aqueles que discordam de mim,
Considerar os sentimentos dos outros e as suas necessidades
ao invés de insistir em ter o meu próprio caminho. 

Perdoar 
Para pedir desculpas e fazer as pazes quando eu ferir os outros,
Perdoar os outros e para evitar ressentimentos. 

Para respeitar a natureza 
Para tratar o meio ambiente e seres vivos,
os nossos semelhantes, principalmente os mais fracos, 
com respeito, cuidado e amor. 

Para jogar de forma criativa 
Para selecionar entretenimentos e brinquedos
que suportam os valores de nossa família
para evitar entretenimento que mostra a violência
embora emocionante e engraçado. 

Para ser corajoso 
Para desafiar a violência em todas suas formas,
sempre onde eles estão, seja em casa, na escola,
no trabalho ou na comunidade, 
e apoiar outros que são tratados injustamente. 

Este é o meu compromisso.
Estes são os meus objetivos. 

Adote-os também
 Com base na Carta de Não-Violência Familiar pelo Instituto para a Paz e a Justiça 
 http://www.facebook.com/l/b679aSj2XdbVqNwbJ_T4Hsxtk5A;www.peacetroops.org
 para tomar o juramento de não-violência e ser parte de um movimento crescente
 para a paz mundial.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Cidadania Planetária-Consciência Ambiental



"A Terra tem o suficiente para a necessidade de todos, mas não para a ganância de uns poucos" - Mahatma Ghandi

Estamos no limite da capacidade do planeta, para atender ao consumo exagerado e descontrolado da nossa sociedade, que segue inconscientemente para o colapso, levado por um sistema de valores equivocado.
A nossa proposta é TOMAR CONSCIÊNCIA, pesquisando e discutindo alternativas, nos unindo às diversas frentes em todas as áreas do conhecimento, a fim de darmos a nossa contribuição VALIOSA,  por menor que seja, dada a urgência e gravidade do tema, e promover a disseminação desta Consciência, para uma Sociedade mais Fraterna Solidária e Feliz.
Todo esforço é valido, contamos com sua ATITUDE.  

Levy Compartilha: Deixe o seu comentário

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Conspiração Espiritual

Na superfície da terra exatamente agora há guerra e violência e tudo parece negro.

Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está acontecendo  e certas pessoas estão sendo chamadas por uma luz mais elevada.

Uma revolução silenciosa está se instalando de dentro para fora, de baixo para cima.

É uma operação global.

Uma conspiração espiritual.

Há células dessa operação em cada nação do planeta.

Vocês não vão nos assistir na TV.

Nem ler sobre nós nos jornais.

Nem ouvir nossas palavras nos rádios.

Não buscamos a glória.

Não usamos uniformes.

Nós chegamos em diversas formas e tamanhos diferentes.

Temos costumes e cores diferentes.

A maioria trabalha anonimamente.

Silenciosamente trabalhamos fora de cena.

Em cada cultura do mundo.

Nas grandes e pequenas cidades, em suas montanhas e vales.

Nas fazendas, vilas, tribos e ilhas remotas.

Você talvez cruze conosco nas ruas.

E nem perceba...

Seguimos disfarçados.

Ficamos atrás da cena.

E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado,
e sim, que se realize o trabalho.

De vez enquanto nos encontramos pelas ruas.

Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos nosso caminho.

Durante o dia muitos se disfarçam em seus empregos normais.

Mas à noite, por atrás de nossas aparências,o verdadeiro trabalho se inicia.

Alguns nos chamam do Exército da Consciência.

Lentamente estamos construindo um novo mundo.

Com o poder de nossos corações e mentes.

Seguimos com alegria e paixão.

Nossas ordens nos chegam da Inteligência Espiritual e Central.

Estamos jogando bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas, abraços, musicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e preces, danças, ativismo social, sites, blogs, atos de bondade...

Expressamos-nos de uma forma única e pessoal.

Com nossos talentos e dons.

Sendo a mudança que queremos ver no mundo.

Essa é a força que move nossos corações.

Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação.

Sabemos que no silêncio e humildade temos o poder de todos os oceanos juntos.

Nosso trabalho é lento e meticuloso.

Como na formação das montanhas.

O amor será a religião do século 21.

Sem pré-requisitos de grau de educação.

Sem requisitar um conhecimento excepcional para sua compreensão.

Porque nasce da inteligência do coração.

Escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano.

Seja a mudança que quer ver acontecer no mundo.

Ninguém pode fazer esse trabalho por você.

Nós estamos recrutando.

Talvez você se junte a nós.

Ou talvez já tenha se unido.

Todos são bem-vindos.

A porta está aberta.

Autor desconhecido


domingo, 5 de setembro de 2010

Luz C�smica - Quem Somos -

Somos cristãos, pois seguimos as palavras de Jesus,
 “Nem tanto ao Céu, nem tanto à Terra”. 
Da mesma forma que buscamos trilhar o“Caminho do Meio”
 pregado pelo Buda. 
Na verdade não existem divergências entre os ensinamentos dos Mestres, mas sim diferenças semânticas entre “salvação e iluminação”, pois ambas as doutrinas propiciam evolução aos seres, para estarem aptos a entrar tanto no “Nirvana como no Céu”, símbolos máximos da excelência humana. 
Apesar de sermos bastante céticos à atual explosão de movimentos esotérico-religiosos, cujos líderes prometem profundas transformações nas vidas de seus adeptos, desde que contribuam generosamente para o esplendor das causas que abraçaram. 
Reconhecemos em muitos seres humanos, o desejo sincero de obterem o sentimento fraterno para com seu semelhante, conforme a Lei do Criador. 
O nosso maior compromisso é com a Verdade, ela é o nosso alicerce, fonte de inspiração, nosso esteio e nossa meta. 
Esforçamo-nos pela retidão de caráter, a fim de termos o mérito de recebermos orientações dos nossos Instrutores. 
Para tanto, buscamos atuar com a somatória das energias verde-azuis, oriundas de uma confiável e equilibrada sensibilidade, com as energias amarelo-alaranjadas, emanadas das atividades de mentalização e meditação. 
Não fazemos palestras e nem tampouco damos cursos, pois também nos consideramos aprendizes. 
Recomendamos ao leitor o uso da razão, o cruzamento de dados e a análise criteriosa, sobre tudo que ler neste site. 
Copiado na integra, visite o site, clique no link:
http://www.luzcosmica.com.br/sitenovo/quemsomos.htm