Reativando o blog


Prezados leitores (as)

Estamos reativando o antigo blog, inativo a muitos anos.

Com este objetivo, toda contribuição para melhor atender nosso público, (conforme objetivos abaixo) será muito bem vinda.

Esperamos num curto espaço de tempo, atualizarmos as postagens e todo o conteúdo do blog.

Contando com a melhor interação possível, saudamos a todos, colocando nosso espaço para realização da nossa proposta.

Paz e Bem.



Cidadania e Ética

Princípios e Valores Morais

Espiritualidade.

Temos uma missão, um objetivo, que se inicia pelo seu interesse, pela sua atenção.

O convido para inscrever-se no Boletim informativo, permitindo o envio para o seu e-mail.

Na Blogosfera do Bem, ou no CIBERESPAÇO de Luz estaremos unidos para a construção

do novo paradigma Civilizacional para este terceiro milênio, na SOMA, AMOR+Luz.

Beijos de Luz no seu Coração e na Alma.

Paz Profunda.

Levy


terça-feira, 31 de agosto de 2010

Logosófia no aspecto econômico


Realização logosófica no aspecto econômico do ser humano

É bom deixar bem ressaltado que muitas pessoas, quando começam o processo logosófico de evolução consciente, apresentam em seu aspecto econômico um quadro mental totalmente indefinido. Na realidade, além de não estarem satisfeitas com o que possuem, em muitos casos constitui uma obsessão para elas o aumento de suas rendas.
O que não se pensa é que antes se deve aumentar a capacidade mental, para dispor com acerto do que se tem e de tudo quanto se acrescente ao patrimônio individual
Não sendo assim, logo o dinheiro se converte em tirano, e quem o possui, em escravo do seu poder alucinante, que o faz viver em permanente intranquilidade e constante desassossego.
O logósofo, logo que passa a encontrar o maior incentivo de sua vida na atenção a seu processo de evolução consciente, que lhe oferece a magnífica oportunidade de abastecer seu ser interno com os valiosos conhecimentos da sabedoria logosófica, ajusta sua conduta e seus afazeres a uma finalidade superior, que substitui os objetivos mesquinhos de sua ambição anterior.
Como resultado, o campo de suas atividades correntes, antes restrito, se renova e amplia, conseguindo com muito menos trabalho rendimentos que não havia suspeitado. É que entra em jogo um fator muito importante: as mudanças verificadas em sua psicologia e a superação de sua conduta, que influem decididamente em seu favor. Ao inspirar maior confiança, abre-se, de fato, um crédito moral que lhe é outorgado implicitamente pelos seres com os quais mantém vinculações de ordem econômica, seja no comércio, na indústria, nos bancos, seja na profissão que exerce.
Por outro lado, tem-se podido comprovar que, antes de tomarem contato com a Logosofia, as pessoas em geral gastam muito dinheiro em coisas supérfluas, incitadas a isso por irrefletidas razões de ordem pessoal. Com frequência, esbanja-se dinheiro na satisfação de necessidades pueris, em obrigações de caráter social intempestivamente criadas, ultrapassando-se os limites da prudência quando se trata de satisfazer caprichos ou proporcionar diversões a si mesmo.
Quando o homem se organiza de outro modo, quando avalia devidamente os novos valores que faz ingressar em suas arcas mentais e encontra, na tarefa de sua evolução, um gratíssimo prazer que supera os comuns, de fato se produz uma contenção nos gastos supérfluos. A poupança é, pois, automática. E esse não se constitui no único resultado no aspecto da economia individual; a ampliação gradual do campo das atividades permite, sem muito esforço, aumentar o rendimento em tudo quanto se faz.
Trechos extraídos do livro Curso de Iniciação Logosófica, p.92