Cidadania e Ética
Princípios e Valores Morais
Espiritualidade.


Temos uma missão, um objetivo, que se inicia pelo seu interesse, pela sua atenção.
O convido para inscrever-se no Boletim informativo, permitindo o envio para o seu e-mail.

Na Blogosfera do Bem, ou no CIBERESPAÇO de Luz estaremos unidos para a construção
do novo paradigma Civilizacional para este terceiro milênio, na SOMA, AMOR+Luz.
Beijos de Luz no seu Coração e na Alma.


Paz Profunda.
Levy






quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Filosofando


A massificação da sociedade afeta a expressão da inquietude humana, e as pessoas necessitam manifestar suas aspirações. Esta exigência, por si, justifica a presença da Nova Acrópole na sociedade.
Para o professor Livraga, o ritmo acelerado das nossas cidades, a falta de contato com a Natureza, a artificialidade das nossas relações e comunicações, e ainda as metas efêmeras e utilitárias entorpecem a alma humana. Daí nosso empenho em despertar o ser humano da sua letargia a fim de que cada qual possa manifestar, autenticamente, o seu sentir interior.
A situação atual confirma estas reflexões, já que hoje, mais do que nunca, é necessário desenvolver estes propósitos.

Princípios:

1) O ser humano autêntico

É aquele que sabe atribuir a justa medida ao essencial e ao efêmero, distinguir o verdadeiro do falso e reunir harmoniosamente a vivência interior e a vida exterior.
A filosofia potencia as faculdades da consciência, permitindo o conhecimento de si próprio e a convivência em sociedade.

2) Renovação interior

O despertar interior autêntico projeta-nos para uma nova criatividade, segurança, força e domínio de si próprio, possibilitando adaptação às dificuldades e oportunidades da vida.

3) Renascimento cultural

Neste contexto, há que passar de uma cultura conformista e vulnerável, segundo as modas, para uma aplicação dinâmica e com visão de futuro dos valores essenciais da filosofia, das ciências e das artes.